ASSIM COMEÇOU A APRIR


       A História da APRIR (Associação dos Pecuaristas da região de Irecê) começou com a disposição de alguns homens em largar seus afazeres, durante algumas horas, visando a concretização de um ideal que era o de transformar a região de irecê em uma potência pecuarista. E o sonho está se realizando, pois atualmente a APRIR é um destaque na região, no estado e por que não, no país! Suas EXPOAGRIS estão entre as três maiores do estado e seu parque de exposições é um dos mais belos da Bahia, motivo de orgulho para todos nós.
Trata-se, portanto, de uma história de abnegação e de filantropia. Nos anais da APRIR, consta nomes como José Carlos, Edvaldo Lima, Noé Borges, Dr Overlaque, João Marlom, Marinoel Mateus, Renatinho, Jovino Soares, Alécio Medeiros, Arnaldinho, Nilson Viana, entre tantos outros, que saíram por diversas cidades da Microrregião, conclamando para que os criadores de animais se unissem em torno de um ideal, que era criar uma Associação de Produtores de Região de Irecê.
Os mesmos idealizadores da APRIR se transformaram em pedintes, tentando captar recursos para construção do parque não seria de irecê e sim da região.
“Imagine você botar uma pasta embaixo do braço e sair vendendo o abstrato e um abstrato onde as pessoas diziam: Mas rapaz a vocação daqui é agricultura. E nós dizíamos:
"Já pensou você agregar agricultura, irrigação e agropecuária”.
Em 23/05/1998, os criadores reuniram-se para discutir a fundação. O evento aconteceu na Associação Comercial e Industrial de Irecê. Pouco tempo depois, em 12/06/1998, houve a primeira reunião de fundação com 43 participantes e a eleição da primeira diretoria provisória.
Pecebendo a seriedade dos envolvidos na fundação da APRIR, a Prefeitura Municipal
acreditou e doou parte do terreno, outras Prefeituras cederam máquinas, empresários fizeram doações em dinheiro e o Governo do Estado também se envolveu no Projeto.
“O município de Irecê é o nosso parceiro. A Prefeitura de Irecê, a instituição, nunca deixará de ser parceira da APRIR, porque é uma instituição assim como a APRIR. Hoje estão os dirigentes da APRIR aqui, amanhã serão outros. Hoje o prefeito atual, amanhã serão outros” disse José Carlos – um dos fundadores.


OS PILARES DO DIA DA APRIR

     A APRIR surgiu para suprir uma necessidade da região de Irecê, que tem um potencial muito grande para a pecuária. A Associação teve o papel principal que foi o de criar a consciência de associativismo e cooperativismo.
A microrregião de Irecê viveu uma época em que a agricultura era tipicamente de sequeiro, depois veio a irrigação e somando a isso surgiu a APRIR, que conseguiu elevar o nome de Irecê a nível nacional, em termos de pecuária.
Atualmente a APRIR possui um parque de Exposições (um dos melhores da Bahia),
construído ao longo de seis anos de existência. Além disso, a entidade tem um escritório que agrupa muitos associados e fica localizado na rua Coronel Terêncio Dourado, s/n, em Irecê e mais importante tem animais, como cavalos mangalarga marchador e o quarto da milha, que que são respeitados em exposições internacionais, como a Fenagro (Gil leiteiro, Giorlando).
Dentre os inúmeros pilares de sustentação da Aprir, que envolve pessoas comuns, prefeituras, empresas, governo, podemos destacar um cidadão chamado Edílson Galdino.
José Carlos lembra de quando a prefeitura de Irecê doou 1 hectare de área, mas havia a necessidade de um espaço maior. Então foi procurar o Dr. Edílson, que possuía 10 tarefas nas adjacências e já lhe tinham oferecido R$ 50,000,00 (cinqüenta mil reais) pelo terreno.
Mas este grande cidadão deixou de vender o terreno por um valor cinco vezes maior e preferiu negociar com a APRIR, por apenas R$ 10,000,00 (dez mil reais), por trás daquilo havia um propósito para a região.
“ Não estou vendendo este terreno pelo valor de mercado. Estou vendendo para uma
entidade, conheço a seriedade de quem esta a frente e sei que vai mudar a cara da região de Irecê “- disse Edílson.
Não só as pessoas citadas nesse texto, apenas a título de exemplo, são pilares da APRIR . Há inúmeras outras que continuam ajudando, apesar de se encontrarem no anonimato. Na verdade não é só a ajuda material que se deve ser levada em conta, mas também a boa vontade de outras pessoas em estar todos trabalhando juntos, pelo mesmo ideal.

A APRIR CHAMA A ATENÇÃO DO BRASIL PARA IRECÊ
ATRAVÉS DA EXPOAGRI

    A APRIR já realizou sete exposições e a cada ano a festa é maior. A 1ª Exposição Agropecuária da Região de Irecê ocorreu de 7 a 9 de maio de 1999, com o nome Expofeira e contou com a participação de criadores de várias regiões de Bahia e diversas cidades de estados como Sergipe, Alagoas, Minas Gerais e Pernambuco cerca de 25 mil pessoas visitavam a exposição diariamente.
A Exposição Agropecuária da região de Irecê acontece em uma área de 56.000 m2, localizada na principal entrada da cidade, contando com a seguinte infra-estrutura: 28 currais, 48 argolas, 16 baias para eqüídeos, 88 baias para caprinos e ovinos, capineira e mais 2 fornecedores, garantindo alimentação á base de cenoura, volumoso e palma forrageira em qualidade e quantidade adequadas: água em ambundância, dispondo de poço próprio e reservatório com capacidade para 20,000 litros/h, 46 estandes para expositores diversos, 27 estandes para bares, restaurantes, pizzarias, lanchonetes e churrascaria, palco com som profissional, áreas de shows com capacidade para 40 mil pessoas, diversos grupos musicais, conforme programação, assistência veterinária e defesa sanitária.
     A EXPOAGRI de Irecê é a segunda maior em negócios da Bahia e o parque é um dos poucos que fica aberto todos os dias.
A VII EXPOAGRI foi uma realização das diretorias da APRIR e SINPRIR- Sindicato dos Produtores Rurais da região de Irecê, voluntários e profissionais diversos.